01 dia em Kanchanaburi, Tailândia

Kanchanaburi é uma cidade localizada no oeste da Tailândia, na confluência dos rios Kwai Noi e Kwai Yai, a 160 km de Bangkok.

E pra lá que a gente foi no dia 10 de dezembro de 2014.

Compramos um tour de uma manhã e uma tarde em uma agência de viagens em Bangkok que incluía o transporte de ida e volta, os deslocamentos na cidade, almoço (sem bebidas) e um guia (que não explicou nada, só coordenou o grupo), pagando 450 bahts cada, algo em torno de 40 reais cada.

O principal ponto turístico de Kanchanaburi é a Ponte Sobre o Rio Kwai, cuja história foi retratada no filme homônimo de 1957. Durante a Segunda Guerra Mundial, a região era controlada pelas tropas japonesas e, em 1942, prisioneiros de guerra foram forçados a construir essa ponte e toda uma estrada de trilhos de trem, chamada de Estrada da Morte, ligando a Tailândia à Birmânia (antigo nome de Myanmar), sendo que quase metade dos prisioneiros que trabalharam nessa construção morreram vítimas de maus tratos, desnutrição, doenças e acidentes.

Ponte Sobre o Rio Kwai vista do War Museum at the Bridge

Os demais pontos turísticos também giram em torno da história da estrada e estavam parcialmente incluídos no tour.

Primeiramente, fomos ao Kanchanaburi War Cemitery que é um cemitério/memorial aos prisioneiros de guerra que trabalharam e morreram na construção da Estrada da Morte. É um lugar bem bonito e, apesar de ser um cemitério, nos transmitiu paz.

Um pouco da história dos prisioneiros de guerra e da construção da Estada da Morte (clique na foto para ampliar)
Kanchanaburi War Cemitery
Kanchanaburi War Cemitery

Depois, fomos ao War Museum at the Bridge, um museu que conta a história da Segunda Guerra Mundial e da construção da Estrada da Morte. De dentro do museu, como pode ser visto na primeira foto, se tem uma das melhores vistas da ponte.

Entrada: 40 bahts (não estava incluso no valor que pagamos pelo tour), algo em torno de 3,60 reais
Horário de funcionamento: 07:00h as 18:30h

Entrada do War Museum at the Bridge
War Museum at the Bridge: esculturas retratando os prisioneiros trabalhando na construção da Estrada da Morte.
War Museum at the Bridge: artefatos da Segunda Guerra Mundial
War Museum at the Bridge: mapa da Estrada da Morte

Assim que terminamos de visitar o museu ainda tínhamos um tempinho e fomos passear pela ponte.

Ponte Sobre o Rio Kwai

Um pouco mais tarde, encontramos com o grupo e fomos para a estação de trem.

Estação de trem

Lá, pegamos um trem que faz parte do percurso da Estrada da Morte, passando pela Ponte Sobre o Rio Kwai. Pagamos 100 bahts cada (não estava incluso no valor que pagamos pelo tour), algo em torno de 9 reais cada, e o trem passa por lugares belíssimos. O passeio durou mais ou menos 01 hora.

Paisagem vista do trem
Paisagem vista do trem
Paisagem vista do trem
Paisagem vista do trem

Após o passeio de trem, fomos para o local do nosso almoço que era em um buffet tailandês em um tablado coberto, dentro do rio. Não tinha muita variedade de comida, mas estava bem gostoso.

Almoço
Rio visto do restaurante

Tal restaurante ficava pertinho da cachoeira chamada Sai Yok Noi e, após o almoço, fomos conhecê-la. Nos falaram que não era permitido nadar por lá, por isso nem levamos roupas de banho. O que, chegando na cachoeira, vimos que era mentira, pois estava cheio de locais nadando. Inclusive, essa cachoeira é um lugar muito frequentado por locais em momentos de lazer. 😀

Cachoeira Sai Yok Noi

E esse foi nosso passeio por Kanchanaburi. Saímos de Bangkok umas 9:00h e lá pelas 18:00h já havíamos retornado. Valeu a pena e super recomendamos! 😀

P.S.: na época, com 1 real comprávamos 11,10 bahts.

Fotos: Arquivo pessoal.

2 comentários em “01 dia em Kanchanaburi, Tailândia

  1. […] – Kanchanaburi (10/12/2014) Cidade cujo principal ponto turístico é a Ponte Sobre o Rio Kwai, retratada no filme homônimo. Durante a Segunda Guerra Mundial, a região era controlada pelas tropas japonesas e, em 1942, prisioneiros de guerra foram forçados a construir essa ponte e toda uma estrada de trilhos de trem ligando a Tailândia à Birmânia (antigo nome de Myanmar), sendo que quase metade dos prisioneiros que trabalharam nessa construção morreram vítimas de maus tratos, desnutrição, doenças e acidentes. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s