Viajando de ônibus pelo Peru

O nosso mochilão pela Bolívia/Peru foi feito inteiramente de ônibus. Dos 32 dias viajando, pelo menos uns 06 dias foram gastos deslocando entre as cidades/países dentro desse meio de transporte tão econômico por estas bandas.

E hoje vou contar nossas experiências dentro dos ônibus do Peru.

No Peru é um pouco diferente da Bolívia, já que, geralmente, as companhias cumprem com o que oferecem.

Viagem: Puno – Arequipa (30/12/2013)

Puno
Puno (dez. 2013)

Como só teríamos um dia para curtir Puno e as Ilhas Flutuantes, resolvemos comprar a passagem para a Arequipa de um senhor que estava no ônibus vendendo passagens e pacotes de passeios.

Foi-nos garantido que estávamos comprando passagens de uma das melhores companhias do Peru (Julsa), em ônibus-cama, de dois andares, com banheiro e ar-condicionado. Para melhorar, o aludido senhor nos garantiu a melhor vista, já que ficaríamos nas primeiras poltronas do segundo andar, com direito a apreciar toda a paisagem da viagem. Que sonho!

Mas, assim que a viagem começou percebemos que o sonho, na verdade, era um pesadelo.

Ônibus lotado de locais com suas super malas de mão (são tão grandes que têm que ir no corredor), alguns poucos turistas e pintinhos que não paravam de piar (esses, tadinhos, iam em cestas no bagageiro das malas de mão). O pior era que o ônibus não tinha ar-condicionado e nem as janelas abriam! Pra não falar que não tinha nenhuma abertura pra vento, havia uns 03 tetos-solares que abriam um pouco, mas, sempre que abríamos alguém egoísta sentado embaixo sentia frio e fechava.

Inferno resume. Pelo menos no inferno tinha banheiro.

Já entrei no ônibus meio passando mal por causa do jantar do dia anterior, tomei um remédio pro estômago e resolvi, em meio a todo o calor, calor humano e bafo, tirar um cochilo. Não foi uma ideia muito boa. O remédio não fez qualquer efeito e o calor/bafo só piorou tudo.

Acordei vomitando… no chão do ônibus. Coitadas das gringas que estavam nas poltronas na fileira ao lado… ao menos tiveram tempo de levantar os pés e as mochilas antes que o ônibus virasse em uma curva e o vômito fosse pro lado delas. Ainda bem que eu só tinha água no estômago e o vômito secou bem rápido, não deixando qualquer cheiro mais estranho do que já estava. Hehehehe!

Fui ao banheiro, na esperança de ter um pouco de água para me limpar. Claro que não tinha e teria que me contentar com meus lenços umedecidos. Mas, entrava um pouquinho de vento e lá fiquei por um tempo, monopolizando. Até que alguém bateu na porta e tive que sair.

Enquanto eu estava no banheiro, o Breno tentava, em vão, conversar com o motorista pra ver se teria alguma parada ao longo da viagem. Mas, nem esmurrando a porta o motorista apareceu.

Subimos de novo. A gente sentia sede, muita sede e nossa água já tinha acabado. Até ganhei um pouco de água das gringas, mas, era uma marca nacional (Cielo) que tem gosto esquisito e me fez mais mal do que bem. Além disso, o calor era tanto que passei mal de novo. Dessa vez, em um saquinho. Nessa hora também percebi que os pintinhos tinham parado de piar. Será que morreram os coitadinhos?! 😦

Acabou que passamos o resto da viagem sentados na escada que dava pro segundo andar, único lugar, a não ser o banheiro, que entrava algum ar.

Foram 07 horas de viagem e, sem dúvidas, a pior viagem de ônibus da minha vida!

Deu saudade do frio que passamos na viagem de Santa Cruz  de la Sierra para La Paz.

 

Viagem: Arequipa – Cusco (03 a 04/01/2014)

Arequipa
Arequipa (jan. 2014)
Arequipa 2
Arequipa (jan. 2014)

Depois do episódio da viagem Puno-Arequipa resolvemos ser menos pão-duros e nos dar o luxo de comprar passagens em uma das melhores companhias de ônibus do Peru: Oltursa (a outra é a Cruz Del Sur, que é mais cara um pouco).

Chegando à Rodoviária já vimos que seria diferente, pois o ônibus não saia do terminal normal, mas sim do terraporto (achei chique! Hahaha!).

Parecia até aeroporto, com sala VIP e direito ao motorista e a terramoça (?) nos recepcionarem na entrada do ônibus.

O ônibus era tudo o que a gente não teve até então. Bus-cama, 3 filas, com banco grandão, cobertor, travesseirinho, ar condicionado na temperatura certa, banheiro funcional e cheirosinho, Wi-Fi (não pegava muito bem, mas tinha!) e jantar, com refrigerante! Foi como viajar de avião, só que na terra, vendo as paisagens a qualquer hora.

Dentro do onibus de Arequipa par Cusco
Dentro do ônibus da Oltursa (jan. 2014)

Melhor viagem de ônibus da minha vida!

Viagem: Águas Calientes – Machu Picchu (13/01/2014)

20 minutos de viagem em um ônibus muito bom.

Viagem: Cusco – La Paz (15 a 16/01/2014)

Cusco
Cusco (jan. 2014)

Nem Oltursa, nem Cruz Del Sur fazem viagens internacionais :(. Mas, conseguimos comprar passagens com uma empresa bem legal e fizemos a viagem Cusco-La Paz em um bus-cama, com 03 fileiras, ar-condicionado e banheiro funcional (só não era cheiroso). Até cobertor tinha, o que foi de grande serventia, já que estava bastante frio.

A viagem em si foi tranquila, sem nada pra reclamar.

Ultimas considerações sobre as viagens de ônibus pelo Peru:

– as estradas/rodovias são até boas.

– se tiver condições, viaje sempre de Oltursa ou Cruz Del Sur.

– quase não têm paradas, sendo, no máximo, uma por viagem.

– é sempre bom levar bastante água, já que não há paradas rápidas para tais compras.

– às vezes as pessoas levam pintinhos nos bagageiros de mão.

Se compensou? Sim, muito! As vistas são impressionantemente lindas e a economia (gastamos entre R$1.000,00/R$1.500,00 cada em passagens – saindo de Uberlândia e voltando pra Uberlândia) nos possibilitou viajar por muito mais dias. 😀


Fotos: Arquivo pessoal.


Gostou do post? Tem algo a acrescentar? Interaja conosco através dos comentários! Será um prazer!

Gostou do blog e vai viajar? Clique aqui, reserve sua hospedagem através do Booking e, de quebra, nos ajude à mantê-lo! Fazendo sua reserva pelo link nós receberemos uma pequena comissão, mas você não pagará nada a mais por isso!

Quer que mais pessoas leiam o que escrevemos? Compartilhe o post através dos botões de compartilhamento logo abaixo.

Ainda, siga-nos no Instagram (@backpackingtwo) e no Facebook (/backpackingtwo) e acompanhe o que estamos fazendo no momento!

Por fim, caso queira ficar por dentro das últimas atualizações do blog em tempo real, inscreva-se no nosso feed (acima do logo da RBBV). 😀


2 comentários em “Viajando de ônibus pelo Peru

  1. oi Wanessa, bom demais o seu blog. Muito legal mesmo. Queria te perguntar como vc foram de Cusco para Aguas Calientes? É melhor comprar lá em Cusco o passeio para Machu Pichu ou pelas companhias daqui é mais seguro e barato?

    Curtir

    1. Oi Cristina!

      Que bom que você gostou! Isso nos alegra e agradecemos muito! 😀

      Tem um trem em Cusco que leva até Águas Calientes e lá tem um ônibus que deixa na entrada de Machu Picchu. Você compra isso aqui no Brasil ou em Cusco, mas acreditamos que comprando lá sairá mais barato.

      A entrada pra Machu Picchu você pode comprar aqui no Brasil ou em Cusco, mas, comprando lá você pode correr o risco de não ter mais entradas pro dia que você quiser. Tem alguns sites que vendem a entrada. O site oficial do governo é esse: http://www.machupicchu.gob.pe

      O 360 Meridianos, um blog de viagens que acompanhamos, explica direitinho como comprar a entrada nesse post: http://www.360meridianos.com/2012/11/comprar-entrada-machu-picchu.html

      Quando fomos à Machu Picchu, fizemos a Trilha Inca de 4 dias e 3 noites (ainda vamos contar no blog! 😀 ). Compramos o pacote aqui no Brasil e, em 2013, pagamos 500 dólares por pessoa, o que incluía a van até o local da trilha, o acampamento, comida e água para os 4 dias, o guia, a entrada para Machu Picchu, a subida no Huayna Picchu e o trem de Água Calientes até Cusco. Nos pegaram no hostel em Cusco, nos deixaram de van no início da trilha e começamos a caminhada de 4 dias, chegando em Machu Picchu à pé. Para voltar, pegamos o ônibus em Machu Picchu e o trem em Águas Calientes. Se você gostar de caminhadas em trilhas, eu recomendo fazer o Trilha Inca. Se não quiser fazer a de 4 dias e 3 noites, tem a de 2 dias e 1 noite, que dorme em Águas Calientes.

      Mas, se não quiser fazer a trilha, em 01 dia dá pra ir pra Machu Picchu, conhecer e voltar pra Cusco.

      Se precisar de mais ajuda, será um prazer ajudá-la!

      Abraços!

      Wanessa e Breno (Backpacking Two).

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s